“A Incrível Arte de Com-Viver” é tema de seminário promovido pela Coordenadoria da Infância e Juventude

Evento marca início dos seminários de 2020.

 

        A Coordenadoria da Infância e da Juventude (CIJ) do Tribunal de Justiça de São Paulo, em parceria com a Escola Paulista da Magistratura (EPM) promoveu, nesta quinta-feira (13), o seminário “A Incrível Arte de Com-Viver”, com a palestrante Carmen Silvia Cintra Torres de Carvalho. Realizado no Fórum João Mendes Júnior, o primeiro seminário do ano contou com público estimado em 850 pessoas, presencialmente e à distância, que fizeram perguntas à palestrante ao final.

        Compondo a mesa de abertura estiveram o presidente da Corte paulista, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco; o vice-presidente, desembargador Luis Soares de Mello; o presidente da Seção de Direito Criminal, desembargador Guilherme Gonçalves Strenger; o coordenador da CIJ, desembargador Reinaldo Cintra Torres de Carvalho; e o membro consultor da CIJ, desembargador Antonio Carlos Malheiros.

        Na abertura, Pinheiro Franco falou que o TJSP possui muitas ações positivas e que três delas merecem destaque: EPM, EJUS e CIJ. “Pude constatar a grandeza e o talento das pessoas que trabalham na CIJ, sempre dispostos a discutir, debater, informar e auxiliar todos nós. O evento de hoje mostra exatamente isso: é um tema que vai ajudar na nossa formação pessoal e fazer com que nós sejamos melhores pessoas a partir das ponderações que nos serão trazidas”, avaliou.

        O vice-presidente, Luis Soares de Mello, cumprimentou o desembargador Reinaldo Cintra pelo início do ciclo de seminários e desejou muito sucesso. “Nossa total abertura para todas as necessidades que houver durante este biênio”, afirmou.

        “Os seminários vêm alcançando muitos servidores, de forma efetiva e sem tecnicalidades. A proposta é que aprendamos a lidar com a infância e a juventude na sociedade atual, desmistificando vários assuntos que envolvem o tema. Desejo a todos uma manhã de profundidade, estudo e aprendizagem”, disse Reinaldo Cintra.

        Antonio Malheiros contou que, como voluntário, trabalhou, há muitos anos, com portadores de AIDS e percebeu que a família biológica não os visitavam, mas outros o faziam. “Percebi, então, que existe a família formada pelo afeto e hoje estou rodeado com pessoas que considero como de minha família, pelas quais tenho imenso orgulho e admiração”, afirmou.

        Com mestrado em Psicologia da Aprendizagem e do Desenvolvimento Humano pelo Instituto de Psicologia da USP, formação em Justiça Restaurativa, pela EPM, e em Ética, Cultura de Paz e Dinâmicas de Convivência, a palestrante convidada é filha do desembargador Renato Tôrres de Carvalho Filho e irmã dos desembargadores Reinaldo e Ricardo Cintra. “Venho de uma família ligada ao Direito e, por isso, estar aqui é algo muito especial, porque remonta à minha vida. Meu pai nos ensinou, desde cedo, a importância e o valor da justiça. Hoje, venho contribuir um pouco com esse mundo, trazendo meus conhecimentos em educação e auxiliando nessa interface necessária para quem trabalha com infância e juventude”, falou.

        A palestrante abordou assuntos como vulnerabilidade, julgamentos, autoimagem, educação emocional e relações de confiança. “É importante rever conceitos, como o da vulnerabilidade, que é uma característica inerente ao ser humano. Devemos, também, substituir a visão dicotômica de certo e errado pela visão de diferente e perceber que há formas alternativas de educação que evitam, por exemplo, sentimentos como os de exclusão, medo e culpa”, disse. “Como a gente ensina as crianças a lidar com os sentimentos? Ensinamos com exemplos”, completou. Ao final, a palestrante recebeu um certificado de participação e agradecimento.

        Prestigiaram o seminário a juíza assessora da Vice-Presidência Alice Galhano Pereira da Silva; e os juízes integrantes da CIJ Egberto de Almeida Penido, Marcelo Nalesso Salmaso e Maria Lucinda da Costa; além de servidores, promotores de Justiça, defensores públicos, advogados, delegados, assistentes sociais, psicólogos e profissionais da Rede de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente.

 

        Comunicação Social TJSP – SB (texto) / PS (foto)
        
imprensatj@tjsp.jus.br

 

        Siga o TJSP nas redes sociais:
        
www.facebook.com/tjspoficial
        www.twitter.com/tjspoficial

        www.youtube.com/tjspoficial

        www.flickr.com/tjsp_oficial

        www.instagram.com/tjspoficial

COMUNICAÇÃO SOCIAL

NotíciasTJSP

Cadastre-se e receba notícias do TJSP por e-mail